Karina Kuschnir

desenhos, textos, coisas

Expirar, escrever, desenhar

6 Comentários

metro3_p

Há muitos anos atrás, aprendi que uma crise respiratória pode ser por “excesso de ar” nos pulmões, e não falta. A aflição nos faz de tentar inspirar, quando na verdade precisamos expirar, de preferência bem devagarinho.

Descobri que existe também a “aerofagia”, dor e enjôo causados quando se respira muito pela boca, deixando o estômago cheio de ar. Sintoma típico de ansiedade. Até ar em excesso nos adoece.

Imaginem o nosso nível de intoxicação atual… Preocupação extrema, stress, tristeza, sensação de impotência… Quem não está sentindo tudo isso com o nível obsceno das ações governamentais no Brasil? Acrescentem uma dose extra se vocês moram no Rio de Janeiro…

Não tenho soluções, só tentativa de sobrevivência. É a minha versão de receita tipo-bela-gil: “você poderia trocar o consumo de notícias,  vídeos e posts horríveis por…escrever e desenhar”.

Voltei a escrever um diário em papel, no mínimo três páginas A5 por dia. Achei um caderninho usado aqui em casa, pautado, daqueles bem baratinhos da Tilibra. Ando com o telefone grudado nele e na minha caneta de escrita preferida, uma bic azul cristal ultra fine. Toda vez que sinto um impulso de pegar no celular, olho os dois objetos e penso: abro a tela e vejo mais uma atrocidade, ou abro o caderno e escrevo sobre uma ideia, um sonho, qualquer coisa? O caderno, gente. Escrever está sendo como expirar as toxinas… Às vezes estou num dia tão difícil que sigo acrescentando parágrafos em vários momentos. Está sendo uma auto-terapia.

Voltei também a desenhar no metrô, observando as pessoas com a compaixão que o registro gráfico exige. Registrar o corpo de alguém no caderno é uma forma de expirar o que vejo, um pequeno traço por vez. Além das imagens no início do post, seguem algumas cabeças… Parecem cansadas, como eu. Sinto-me menos só.

metro2_p

Para quem acha que não sabe desenhar (desde já, discordo!): vale recortar e colar, contornar, colorir mandalas. Qualquer coisa analógica serve: tricotar, bordar, cozinhar, pintar, brincar de massinha ou cerâmica. A ideia é fazer “algo para fora”, ao invés de colocar mais coisas para dentro.

Boa semana! ♥

2 Coisas impossivelmente-legais-bonitas-interessantes-e-dignas-de-nota dos próximos dias:

solvermelho• Estreia amanhã, 19/08/2019, a exposição “O nosso sol é vermelho”, do Antônio Kuschnir! (Meu filho, para quem não sabe!) Será na Galeria Macunaíma, na Escola de Belas Artes da UFRJ (1º andar do Prédio da Reitoria, na Cidade Universitária), onde ele estuda. Vai ser incrível!

Para quem não conhece o trabalho dele, vocês podem ter uma amostra no Instagram ou no Facebook, mas nada como ver ao vivo — é lindo demais:

https://www.facebook.com/antonio.castro.9231712

https://www.instagram.com/antoniokuschnir/

• Está aberta até o dia 30/08/2019 a campanha de financiamento coletivo para a reconstrução da Biblioteca Francisca Keller, do PPPGAS/Museu Nacional, uma das preciosidades perdidas no incêndio do prédio. Qualquer valor é importante: https://www.bfkmuseunacional.org/

bfk2

Sobre os desenhos: Pessoas desenhadas com canetinha de nanquim permanente Staedtler 0.5, num caderninho Hahnemühle A6. Acrescentei a aquarela em casa, com toda calma, deixando secar uma camada antes de pintar a próxima. Em quase todas as cores, acrescentei um fiapinho de Lunar Black, uma tinta nova na minha paleta, que uma amiga me trouxe dos EUA em janeiro. Estou amando, pois ela cria um granulado lindo por onde passa. Depois conto mais sobre alguns materiais novos porque o objetivo de hoje é fechar a semana com o post publicado! Abraço apertado, pessoal. Tirem o pó dos cadernos, das tintas e dos pincéis. Recomendo. ☼

Você acabou de ler “Expirar, escrever, desenhar“, escrito e ilustrado por Karina Kuschnir e publicado em karinakuschnir.wordpress.com. Se quiser receber automaticamente novos posts, vá para a página inicial do blog e insira seu e-mail na caixa lateral à direita. Se estiver no celular, a caixa de inscrição está no rodapé. Obrigada! ☺

Como citar: Kuschnir, Karina. 2019. “Expirar, escrever, desenhar”, Publicado em karinakuschnir.wordpress.com, url: https://wp.me/p42zgF-3Mf. Acesso em [dd/mm/aaaa].

6 pensamentos sobre “Expirar, escrever, desenhar

  1. Como sempre muito pertinentes e atuais seus comentários., Karina. Sou dessas pessoas que ” não sabe desenhar”, mas a escrita também me salva muitas vezes de mim( aprendi isso na terapia).
    Ah, parabéns pelo Antônio. Não o conheço pessoalmente, mas tenho 2 trabalhos dele e realmente são incríveis.
    Sigamos . Desenhando, escrevendo, cozinhando, expirando. Todo mundo segura a mão de todo mundo! Bom dia.

  2. Como sempre muito pertinentes e atuais seus comentários., Karina. Sou dessas pessoas que ” não sabe desenhar”, mas a escrita também me salva muitas vezes de mim( aprendi isso na terapia).
    Ah, parabéns pelo Antônio. Não o conheço pessoalmente, mas tenho 2 trabalhos dele e realmente são incríveis.
    Sigamos . Desenhando, escrevendo, cozinhando, expirando. Todo mundo segura a mão de todo mundo! Bom dia.

  3. Olá Karina, como já dito anteriormente, gosto muito dos seus textos. Passam uma simplicidade ímpar. Precisamos de muita luz frente a tanto obscurantismo, seguimos segurando a mão uns dos outros. Saiba que segura firmemente a minha com a postagens de seus textos/reflexões.

    Grande abraço.

  4. olá =)

    estou na mesma por aqui. há quase um mês sem abrir qualquer portal de “notícias”, esperando elas chegarem de forma analógica, em conversas com gente de carne e osso. as “notícias” chegam, mas filtradas: não é mais aquele bombardeio de substâncias tóxicas e deprimentes. o desenho vem aliviando bastante o peito e traçando possibilidades potentes (anti-impotentes tb) e alegres de porvir. não vou deixar o momento histórico me matar por dentro.

    portanto, sigamos! forte abraço e obrigado por essa inspiração de domingo a noite.

  5. Parabéns ao Antonio. Eu tenho acompanhado o seu trabalho pelo Facebook e sou fã!! Pena que amanhã não posso estar lá. Que essa seja a primeira de muitas outras exposições.

Deixe uma resposta para Maria Helena Mossé Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s