Karina Kuschnir

desenhos, textos, coisas

A quiche perfeita

5 Comentários

fogaovaop

Nada de pensamentos erráticos, como prometi na seção “Do blog”. Compartilho hoje com vocês uma das coisas mais valiosas que possuo na vida! Pelo menos é o que a minha família e os meus amigos acham. Antes de me convidarem para qualquer evento, eles perguntam: será que você poderia trazer “aquela quiche”? Posso, claro, respondo, fingindo animação… de alho-porró ou de espinafre? Até os meus filhos, que são implicantes com comida, devoram a bichinha.

Aprendi essa receita infalível num programa de culinária chamado Café Caprial, de uma americana muito simpática, que passava no GNT na época do meu doutorado. O que a gente não faz para enrolar a escrita da tese… Tomei um gosto em cozinhar que só vendo. Hoje em dia morro de preguiça.

A receita parece complicada, mas depois que você pega o jeito, fica bem fácil. (Uma dica é preparar a massa na véspera e deixar na geladeira para assar no dia seguinte.) Ela faz par com a receita de bolo de chocolate que também virou post. Nunca dá errado.

Só não digam que não avisei: se vocês levarem essa quiche para uma festinha, seus amigos nunca mais deixarão de pedir por ela! E você ficará pra sempre se perguntando… será que eles gostam mesmo de mim ou na verdade estão com saudades da quiche?

 …
Quiche de Alho-Porró (ou outro recheio) – Uma receita perfeita
Utensílio especial necessário: forma para assar quiche, dessas que solta o fundo. (Mas, pensando bem, dá para fazer em qualquer forma! Só não vai ficar tão bonita.)

Ingredientes da massa: 2 x. farinha de trigo + 150 gr manteiga + 1 pit. sal + 1 gema + 1 dente de alho picado (opcional) + 1 ou 2 colheres de água gelada.

Como fazer a massa: Amasse tudo gentilmente, sem mexer demais, mas até ficar homogênea. Pode-se passar no processador rapidamente, se quiser. Deixe descansar na geladeira por 1 hora enrolada em plástico.

Como pré-assar a massa: Abra a massa na forma e faça furos no fundo com um garfo. Coloque no forno pré-aquecido para pré-assar da seguinte forma: por cima da massa, ponha uma folha de papel alumínio (ou papel manteiga) com um punhado de feijão cru por cima, para dar peso. Deixe assar por cerca de 15 minutos, ou até a massa começar a soltar das laterais da forma. Retire do forno e retire o papel e o feijão (aqui em casa guardamos esse punhado de feijão numa caixinha para ser usado como “peso” na massa de uma próxima quiche).

Recheio 1: 1 x. creme de leite (ou 1 caixinha), 2 ovos, sal e pimenta, 1/3 x. xerex (se você tiver; eu nunca tenho…), tomilho ou outra erva. Misture tudo num pote, batendo ligeiramente.

Recheio 2: 1 x. e meia aproximadamente de um legume cozido e refogado (espinafre ou alho-poró ou cogumelo ou queijo minas etc.) + 1/2 x. de queijo parmesão ralado (reserve uma parte para o fundo). (Ps: em tempos de parmesão muito caro, temos feito com outros queijos e dá certo também.)

Como assar a quiche: Depois de pré-assada a massa, deixe esfriar um pouco. Polvilhe parmesão no fundo da forma, para “selar”. Depois espalhe os legumes refogados. Em seguida, despeje lentamente a mistura de creme de leite e ovos e queijo até entranhar bem.  Por cima de tudo, pode-se polvilhar com gergelim (opcional). Fica bem bonito.

Leve ao forno médio — demora cerca de 45 a 60 minutos para assar. É preciso assar com calma para não inchar e murchar depois. Verifique se está pronta enfiando um palito, que deve sair seco.

Bom apetite!
Sobre os desenhos: A ideia de compartilhar a receita veio do desenho desse forninho abandonado na garagem do meu prédio. Na imagem ao lado, um vão que vi numa casa aqui do bairro. Ambos feitos a partir de fotos minhas (a data carimbada se refere às fotos e não aos desenhos pois não dei conta de desenhar nesses dias de abril em que estávamos todos doentes aqui em casa). Ah, e a pintura de listras azuis na chamada do post foi inspirada nos toldos de uma feira livre, que achei lindos. Usei canetinha 0.2 e aquarelas no caderno Laloran (materiais já explicados aqui).
Anúncios

5 pensamentos sobre “A quiche perfeita

  1. Oi Karina, que bom conhecer alguem que tambem assistia ao Cafe Caprial. Essa quiche é realmente fantastica, assim como a imperdivel torta de limão com framboesa, para comer de joelhos!
    Bjs, Maria Dolores

  2. Cara Karina, já que, finalmente, concluí minha tese – onde cito você logo na introdução – vou tentar fazer essa sua quiche. É para o aniversário de minha esposa. Espero ter o resultado que a banca deu ao meu trabalho. rs Obrigado pela leveza e sabedoria de escrever sobre tanta coisa boa e também gostosa.

    • Que linda sua mensagem, Clemir! Adorei ☺!! As dívidas com nossos familiares para “depois da tese” são muitas, né? Depois me conta se deu certo e se ela gostou! Parabéns pela conclusão do seu trabalho e obrigada pela mensagem tão gentil.

  3. Juva, v. ainda não sabe, mas a Karina vai fazer AS QUICHES – de espinafre e de alho-porró PRA MIM!!!! Bjs a vocês, Cristina Band

  4. Um post que dá vontade de ler, dá vontade de escrever, dá vontade de desenhar… dá vontade de comer… e dá vontade de pedir à Karina que faça “aquela quiche”.
    Pronto! Pedi…

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s